terça-feira, 17 de julho de 2007

Mentir


Mentir vai além da omissão dos fatos

Vai além de falar que uma caneta é azul

quando sua cor na verdade é preta.

Vai além de dizer à sua mãe que vai pra casa da amiga

quando na verdade, vai pra casa do namorado.

Vai além de olhar para o cabelo horrendo de sua amiga

e fazer um elogio qualquer

A encorajando de sair daquele jeito

mesmo sabendo da vergonha que ela passará.

Vai além de falar pra professora que a folha do fichário

em que estava aquela exata lição que ela estava vistando

sumiu, você não sabe como

e que não tem outra solução

a não ser mostrar a tal lição outro dia

Vai além de falar para o pai

que quer ir a pé pra escola

para respirar um pouco

quando na verdade

você quer apenas cabular aula

a primeira, que seja.


Não que isso tudo dito acima não seja mentira.

Não deixa de ser.

Mas mentir vai muito além


Mentir é tentar se convencer que alguém foi esquecido

Mesmo quando a saudade teima em queimar em seu peito

Mentir é tentar mostrar a todos

Que um amor foi superado

Mesmo quando ao ver o amado

Seu mundo pare, por um segundo que seja

Mentir é confirmar um ódio por alguém que te maltratou

Mesmo sabendo que essa na pessoa na verdade

Te fez a mais feliz do mundo

Mentir, na verdade, é o que eu estou fazendo a mim mesma

Durante todo esse tempo

Que tentei me convencer que você era apenas mais um.

2 comentários:

Bion disse...

Sempre ótimas entrelinhas.

Minha querida amiguinha, te desejo uma feliz terça feira (mais que a minha!)

beijo!

Rafael Barbosa disse...

Tem que melhorar logo hein??
E tem histórias bem sucedidas da minha parte ahhauhuahuahua, mas isso são outros 500!

bjo!