terça-feira, 10 de julho de 2007

Mundinho de Faz de conta


Tá!

Admito

Eu desisto

Quem disse que eu aguento ficar um tempo sem postar no blog?

Quem disse que eu aguento ficar um dia sem postar aqui?


Por isso to aqui de volta

Dessa breve viagem que eu fiz

No meu interior

Para tentar descobrir o que está acontecendo comigo

Já descobri!

Sabem o que é?

Nada!

Coisa normal, que acontece com todo mundo

Mas eu, dramática por natureza

E talvez até um pouco pela genética

Tinha que fazer uma tempestade num copo d'agua


To tentando tirar de mim tudo que não me faz bem

Se eu vou conseguir?

Já não sei

Mas se não conseguir

Que sirvam pelo menos para que eu aprenda

Um pouco mais sobre a vida

Já não me importo mais com a atitude dos outros

Como eu vinha me importando nos últimos posts

Acho que agora eu percebi

Que as atitudes deles

Eram assim devido as minhas próprias atitudes


É difícil admitir que estava errada

Mais difícil ainda é admitir isso para várias pessoas lerem

Mas talvez mais difícil seria

Não admitir, e continuar vivendo

Nesse mundinho de faz de conta


O nome do blog não vai mudar

Mas agora o mundinho de faz de conta

Vai ter um toque mais real!

6 comentários:

monjh disse...

=)

curti seu catinho. emoção e força, ao menos para mim, são a essência do que queremos. e a sinceridade é o ponto de partida para ver aquilo que teimamos em esconder...

.Sem Querer Saiu. disse...

obrigada pela visita!volte sempre!!
=)

Juliana Marchioretto disse...

obrigada pela visita.
volte sempre!
bjo

Rafael Barbosa disse...

É difícil mesmo ficar sem postar, é viciante. Mas isso acontece com todo mundo mesmo!

bjão!

Raysla Camelo disse...

Gostei do que escreveu em seu perfil.
Realmente a adolescência é uma fase cheia de surpresas!
Quer uma dica?
Faça tudo o que tem vontade e que não fira a lei (ser detida não é bom... rs) nem os SEUS princípios.
Você disse que não vai se importar com a atitude dos outros... e é assim mesmo que tem que se portar no mundo.
Falo isso prq também sou adolescente e só agora descobri que o meu limite realmente é a lei federal e os meus princípios (que estão ficando cada vez mais liberais... rs).
Atinja o limite!
Sejemos adolescentes, sejemos felizes. rs

Adorei o blog.

Abraço!

Elza disse...

mas as vezes o nada imcomoda tanto neh?!
E este vicio de blogar é bom dmais, eu adoro, e ainda tem um agravante; não faz mal, pelo contrario só faz bem, dai é que vicia muito mais!!
=]